entrevista com Maria Cecilia Rocha, a Ciça/Cissa - bernini vinil

o disco homônimo da cantora Cissa, lançado em 1988, foi resgatado pelo pesquisador musical Renan Trindade, da produtora Boca do Sol, no ano de 2021. Renan postou o disco completo em seu canal do Youtube (acesse aqui) e rapidamente a palavra se espalhou, com o valor médio do disco aumentando de módicos R$20 para R$200 na plataforma de vendas Discogs. 

pensava-se até então que “Ciça” (1988) era o único trabalho da cantora que, na verdade, gravou um 2o LP pela RGE em 1993, intitulado “Estou Bem”, e tem uma longa parceria de peso com a banda Raça Negra (ela é casada com Irupê, saxofonista e flautista que integrou a banda entre 1991 e 2013, há mais de 30 anos).

o nome verdadeiro da Cissa é Maria Cecília Rocha, ela nasceu em 1955 e mora em São Paulo, SP. ela pretende se inscrever no The Voice Mais, reality show da Globo que vem trazendo holofotes para talentos acima dos 60 anos.

a entrevista foi concedida no formato de áudio e pode ser acessada no final deste artigo. as perguntas também estão abaixo, e o tempo exato em que as respostas da Cissa podem ser encontradas no vídeo está no fim de cada uma. aproveite!

capa do LP "Ciça", disco independente lançado pela Ali Records em 1988

PERGUNTA 1: Cissa, gostaria que você fizesse um apanhado geral da sua carreira: em que ano começou, quantos discos lançou e se ainda está na ativa. (00:00 - 18:15)

PERGUNTA 2: o seu primeiro disco foi lançado sob o nome artístico “Ciça”, com cecedilha, porém um pouco mais tarde você adotou o “Cissa”, com dois S. por que aconteceu essa mudança artística na sua carreira? muitas pessoas não sabem que Ciça e Cissa são a mesma pessoa. (18:15 - 19:25)

PERGUNTA 3: você ficou eternamente atrelada ao Raça Negra pela canção “Nosso Amor Acabou”, parceria sua com a banda e que foi gravada no seu disco de 1993, “Estou Bem”, que saiu pela RGE. faça um comentário sobre essa colaboração, comentando também a parceria com seu marido Irupê, que foi saxofonista e flautista do Raça Negra por mais de 20 anos. (19:25 - 24:59)

da esq. para dir.: José Antônio, Cissa, Ari Dias e Wilson Dobbins em 1985

PERGUNTA 4: como você se sente ao saber que o seu disco de 1988, em especial as canções “Beijo No Céu” e “Céu E Mar”, está sendo resgatado pela nova geração? (25:00 - 29:18)


PERGUNTA 5: seu LP de 1988 é considerado um álbum de bossa-nova, e tem um som um tanto quanto comportado. já em “Estou Bem”, de 1993, você abraçou o samba com os conhecidos arranjos de Irupê, com muito saxofone, e mostrou mais do seu potencial vocal. como aconteceu essa mudança no seu rumo artístico? (29:19 - 32:31)

contracapa, Ciça (1988)

PERGUNTA 6: Cissa, estou muito ansioso pela sua inscrição no The Voice Mais e vou torcer por você. para finalizar a entrevista, gostaria que você comentasse qual é a gravação favorita da sua carreira como cantora e que você acha que merece ser ouvida por todo mundo. beijos! (32:32 - 39:56)

capa do LP "Estou Bem", lançado pela RGE em 1993

ouça agora, abaixo, a entrevista completa com a cantora Cissa! <3


//////////////

entrevista concedida por Whatsapp no dia 02.03.2021

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

georgette da mocidade - "a deusa negra" (1992) LP // bernini vinil

5 discos independentes de cantoras brasileiras - e um pouco de suas histórias

lucinha madana mohana / lucinha morena - "feiticeira de jaya" (1991) LP // bernini vinil